*Meu saudoso KIMBA


***** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima)

* 00-kimba-adormecer

* 00-monty-adormecer

* 01-diversos

* 03-eles são assim

* 04-fotografias

* 05-histórias de perdas

* 07-amado gato

* 07-perdas-homenagens

* 09-se eu falasse

* 10-poemas-outros

* 11-crónicas-outros

* 12-crónicas-laura

* 12-natal

* 12-poemas-kimba

* 12-poemas-laura

* todas as tags

*posts recentes

* Hannynha - poodle

* Jolly da Vanilma - 28/04/...

* Bobinhos

* Shirra

* Raça gigante - 2

* ANASTÁCIA - passou para o...

* Como cuidar de cães idoso...

* Natal de imensa saudade- ...

* Há donos e DONOS AMIGOS!

* Deus átomo

* Rufus e Domi da Mar Teres...

* REX - Meu fiel companheir...

* Como abraçar um bebé:

* A perda de um companheiro

* A dor da perda!

*arquivos

*últ. comentários

Obrigada, Vanilma. Eles deixam-nos desoladas quand...
Lindo o que escreveu :(
Vanilma, só agora vi a sua mensagem, amiga.No iníc...
Acabei de perder a minha poodle de 15 anos e estou...
Como eu a compreendo amiga Laura,eles sim são os n...
Obrigada pelo seu comentário. Gostarei de o ver no...
As vezes porreirinhos de mais! Também convivemos c...
Van, o seu Carlinhos já está no meu blog. Já viu?L...

*mais comentados

*Aos visitantes:

Destinei este blog aos animais que já não estão mais comigo ou neste mundo,

e aos amigos com animais também já adormecidos que, roídos pela saudade,

ainda escrevem sobre eles.
Vamos homenageá-los?

Fale comigo - (clique na caixa do correio)

laurabmartins.blogs.hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»» | ««««««««««««««

Sexta-feira, 4 de Junho de 2004

Jumbo, do Ivan

Este é o Jumbo, ainda bem novo e vigoroso!
Junto dele, o meu neto com quem costumava brincar.
Jumbo_Ivan.jpg
Ele nasceu em Maio de 1992 e faleceu em Agosto de 2003. Portanto com 11 anos.
Nesta foto, ele está preso por uma corrente a um cabo de aço que lhe permitia um percurso de cerca de 30 metros,
entre a sua casa e o portão de entrada. Muitas vezes tive de reparar esta engenhoca, porque ele frequentemente arrancava com as estacas, não obstante serem duplas.
Quanto a situações interessantes... Que lhe poderei dizer?
Quando ele era o único cão em casa, e eu possuía uma carrinha, era frequente levá-lo a passear connosco. Ele saltava para a carrinha sempre que a porta traseira se abria. Só que tinha o hábito de se ausentar se o libertavamos no sítio de destino. Cheguei a ter grandes aborrecimentos por isso.
Sendo um animal pacifico; não me recordo de ele ter ameaçado alguém. A verdade é que pelo seu tamanho e vozeirão ao ladrar, as pessoas receavam-no.

Um colega meu um dia me procurou aqui em casa. Entrou vindo tocar a campainha existente na porta de entrada, que se situa numa varanda. Nós não estavamos. O cão entretanto apareceu e claro, ladrou para ele. Disse-me ele mais tarde, que ficou retido bastante tempo, até que aproveitando uma oportunidade, se raspou.
Com uma senhora que aqui vinha fazer a leitura do contador aconteceu o mesmo, só que ela conseguiu tocar a campainha, indo eu socorrê-la.
De uma maneira geral, sempre que tinhamos alguma visita e o cão estava solto, tinha sempre que o amarrar. Por mais que afirmasse que ele não fazia mal, as pessoas receavam-no.
Ainda que os não comesse, apanhava os ratos e os matava. E quanto a gatos, só numa semana enterrei quatro. Alguns bem bonitos, grandes e com coleiras. Enfim, está na natureza deles serem assim.
------------------
8/11/2004 - Açores
Ivo Lourenço
(Meu amigo Ivan)

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 22:50

link do post | E custa, comentar aqui?

1 comentário:
De Ivan a 24 de Janeiro de 2005 às 21:42
Ok Laura! Valeu a ideia.
Um abraço.


Comentar post

*mais sobre mim

*espreitar no blog

 

*subscrever feeds

*favorito

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*links

*Banners

Uma vela por ti

meu amado cão!

*Google-A minha página

Encontre-nos no Google+