*Meu saudoso KIMBA


***** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima)

* 00-kimba-adormecer

* 00-monty-adormecer

* 01-diversos

* 03-eles são assim

* 04-fotografias

* 05-histórias de perdas

* 07-amado gato

* 07-perdas-homenagens

* 09-se eu falasse

* 10-poemas-outros

* 11-crónicas-outros

* 12-crónicas-laura

* 12-natal

* 12-poemas-kimba

* 12-poemas-laura

* todas as tags

*posts recentes

* Hannynha - poodle

* Jolly da Vanilma - 28/04/...

* Bobinhos

* Shirra

* Raça gigante - 2

* ANASTÁCIA - passou para o...

* Como cuidar de cães idoso...

* Natal de imensa saudade- ...

* Há donos e DONOS AMIGOS!

* Deus átomo

* Rufus e Domi da Mar Teres...

* REX - Meu fiel companheir...

* Como abraçar um bebé:

* A perda de um companheiro

* A dor da perda!

*arquivos

*últ. comentários

Obrigada, Vanilma. Eles deixam-nos desoladas quand...
Lindo o que escreveu :(
Vanilma, só agora vi a sua mensagem, amiga.No iníc...
Acabei de perder a minha poodle de 15 anos e estou...
Como eu a compreendo amiga Laura,eles sim são os n...
Obrigada pelo seu comentário. Gostarei de o ver no...
As vezes porreirinhos de mais! Também convivemos c...
Van, o seu Carlinhos já está no meu blog. Já viu?L...

*mais comentados

*Aos visitantes:

Destinei este blog aos animais que já não estão mais comigo ou neste mundo,

e aos amigos com animais também já adormecidos que, roídos pela saudade,

ainda escrevem sobre eles.
Vamos homenageá-los?

Fale comigo - (clique na caixa do correio)

laurabmartins.blogs.hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»» | ««««««««««««««

Segunda-feira, 15 de Março de 2004

Poema-GOBA, rafeiro/serra

GOBA, Rafeiro da Serra d'Arrábida
Goba_rafeiroArrabida.jpg
Mais um desafio na vida... que coisas fáceis não há.
Vou fazer papel de Madre Teresa de Calcutá.

Eis a missão que me impus: - Educar o meu cachorro!
Mesmo difícil, na vida, atrás do que gosto, eu corro.

É cachorro belicoso, d’Arrábida, minha serra.
Mãe e pai, são diferentes; comigo faz uma guerra.

Ele rosna e morde tudo, morde em nós e rasga roupa.
Faço sopa de legumes e à noite, dou-lhe sopa.

De manhã, há dois clientes para o meu pequeno almoço;
pois gosta de cereais e cerejas sem caroço.

As orelhas são espetadas com meia dobra no meio.
As patas às «dez pràs duas», cauda fina de permeio.

Já o marido quis dá-lo. O filho, nada dizia.
E a filha acha que ele poderá virar-se, um dia.

Ah! Cachorro rafeirão! Tu não mandas mais do que eu.
De casa ninguém te leva, ficas pra sempre só meu.

Começaram hoje os treinos para a sua educação.
Goba! Uma jura eu te faço. Vou fazer de ti um cão!
------------------------------
15/06/2001
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:25

link do post | E custa, comentar aqui?

*mais sobre mim

*espreitar no blog

 

*subscrever feeds

*favorito

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*links

*Banners

Uma vela por ti

meu amado cão!

*Google-A minha página

Encontre-nos no Google+