*Meu saudoso KIMBA


***** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima)

* 00-kimba-adormecer

* 00-monty-adormecer

* 01-diversos

* 03-eles são assim

* 04-fotografias

* 05-histórias de perdas

* 07-amado gato

* 07-perdas-homenagens

* 09-se eu falasse

* 10-poemas-outros

* 11-crónicas-outros

* 12-crónicas-laura

* 12-natal

* 12-poemas-kimba

* 12-poemas-laura

* todas as tags

*posts recentes

* Poema - Lobos-Alcateia

* A paz dum amigo - Poema

* Inconformado!

* África-Isso é que era bom...

* Poema-GOBA, Rezemos!

* Poema-GOBA, Regalo

* Poema-GOBA, rafeiro/serra

* Poema-Goba, Esperança!

* Poema-Amigos abandonados

*arquivos

*últ. comentários

Obrigada, Vanilma. Eles deixam-nos desoladas quand...
Lindo o que escreveu :(
Vanilma, só agora vi a sua mensagem, amiga.No iníc...
Acabei de perder a minha poodle de 15 anos e estou...
Como eu a compreendo amiga Laura,eles sim são os n...
Obrigada pelo seu comentário. Gostarei de o ver no...
As vezes porreirinhos de mais! Também convivemos c...
Van, o seu Carlinhos já está no meu blog. Já viu?L...

*mais comentados

2 comentários

*Aos visitantes:

Destinei este blog aos animais que já não estão mais comigo ou neste mundo,

e aos amigos com animais também já adormecidos que, roídos pela saudade,

ainda escrevem sobre eles.
Vamos homenageá-los?

Fale comigo - (clique na caixa do correio)

laurabmartins.blogs.hotmail.com
»»»»»»»»»»»»»» | ««««««««««««««


Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

Poema - Lobos-Alcateia

lobo_uivaralua.gifSe eu falasse com a lua...
e palavras eu dissesse...
proferi-las, eu pudesse,
quando o uivo se acentua...

Diria aos homens aquilo
que os lobos, da minha raça,
lhe contam: - É uma desgraça
ao ver um lobo - agredi-lo!

Tentam connosco acabar
os que se chamam d’ humanos(?!)
Gabam-se, tolos ufanos,
duma raça dizimar.

Que mal lhes fiz? Se os ataco,
a culpa é de quem consente
que encurtem, impunemente,
as matas. Não sou velhaco!

A caça, no meu terreno,
disputam d’ arma aperrada.
Para mim, é tudo ou nada;
então, o gado condeno.

Se me queixo à lua cheia
é no receio de morrer.
Uivo pra Deus convencer
a poupar a alcateia.
--------------------------
9/05/2005
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 23:30

link do post | E custa, comentar aqui?

Sábado, 15 de Dezembro de 2007

A paz dum amigo - Poema

cao_crianca.jpgQuisera eu dormir na frente da lareira,
no tapete da sala, sonhar a vida inteira.

Quisera eu dormir em paz, como a criança
cujo rosto reflecte bem estar e confiança.

Quisera eu dormir como aquela criança
cuja vida está prenhe de sonho e bonança.

Quisera eu dormir no colo dum amigo,
como aquela criança, num cão, encontra abrigo.

Quisera eu dormir quente e aconchegada,
como aquela criança, junto ao seu cão, deitada.

Quisera eu dormir mais o meu companheiro.
Ambos deitados, juntos por mais um ano inteiro.

Quisera eu dormir e voltar a acordar
tendo ao meu lado o cão que Deus me quis levar.
--------------------------
15/02/2003
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:18

link do post | E custa, comentar aqui?

Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2005

Inconformado!

soldado_cao.jpgMesmo na guerra, um soldado bem armado
sente saudade da família. Inconformado,
abre a mochila e mostra aos outros o amigo
que ajuda a amenizar-lhes o perigo.

Um animal traz a lembrança duma vida
numa cidade, ou numa aldeia escondida.
Lembra os amigos, o café e o cinema;
flores, varandas e, no campo, a alfazema.

Triste, é a vida, dum homem amargurado
num mundo novo onde, prà guerra, foi mandado.
Quem o mandou, vestiu, com estranha indumentária...

pra lá não vai. Senta-se atrás da secretária.
Se ele regressa, enlouquecido ou mutilado
sente-se um outro. Foi da pátria-soldado!

----------------------
28/02/2005
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 15:24

link do post | E custa, comentar aqui? | ver comentários (2)

Sexta-feira, 2 de Abril de 2004

África-Isso é que era bom!

Africa-jornalboca.jpg Agora é que vai ser bom! - digo eu aos meus botões.
Com gato, cão e cadela, não há medo de ladrões.

O gato, era um desprezado; mas, aqui tem um bom lar.
O cão era abandonado, por ele estou a lutar.

A cadela é que é finória! (Eu finjo que tive amnésia).
Só acolho 'pobretanas' e ela é 'Leão da Rodésia'.

Boa casta e 'pedigree'... Virá cheia de peneiras!
Eu, vou metê-la na ordem. - Ó menina, tem maneiras!

Isto aqui não é Hotel de uma nem cinco estrelas.
Aqui, há que andar na linha, sejam gatos, cães, cadelas.

A dona tem que fazer! Pouco tempo há pra finuras.
Tu vens mal habituada, desse país nas lonjuras.

Foi a filha que a comprou; mimou demais, fez asneira.
Agora, mudou de vida; deixa cá esta canseira.

A 'madame' vai ver só! Aqui, além doutro clima,
vai ter que dividir tudo; se quiser a minha estima.

De Moçambique pra cá, Lourenço Marques, Maputo.
Se ela cá quiser ficar, eu por ela também luto.

Porque a dona, minha filha, vai para França estudar
enquanto o genro faz curso; e não dá para a levar.

Eu só quero ver depois...  quando eles regressarem...
se a "África" quiserem... a "África" me tirarem!!!
-----------------
2/08/2001
Laura B. Martins

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 13:41

link do post | E custa, comentar aqui?

Sábado, 20 de Março de 2004

Poema-GOBA, Rezemos!

Goba_comertresmesesemeio.jpgComo aluno, foi rebelde. A escola não conseguiu,
e o ensino não surtiu o efeito desejado;
lá foi o Goba mudado para outro professor.
É ardiloso e matreiro. Não sei se é questão de amor
ou lembranças do passado; mas este cão tem custado
lágrimas, sangue e suor, pra não falar de dinheiro.

Tinha 3 meses e meio foi para um infantário.
Mais dois meses de calvário roupa rasgada, arranhões,
e outras escoriações. Agora com 7 meses,
vejamos do que é capaz. Apesar destes revezes,
fazemos seja o que for pra conservar o estupor,
que tem peso de senhor mas idade de rapaz.

Trinta e oito quilogramas, de cão, negro como a noite,
(no quintal, ninguém se afoite), grandes dentes, refilão,
come que nem um leão. Este cão é um maduro!
Tentando todas salvar, pus as plantas no seguro,
erguendo rede bem alta; assim, o cão já não salta.
Mas o resultado é duro... porque preciso eu saltar.

Vejamos o que acontece... E rezemos uma prece!
-----------------------------
1/11/2001
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 12:04

link do post | E custa, comentar aqui?

Quinta-feira, 18 de Março de 2004

Poema-GOBA, Regalo

Gobaregalado_doismeses.jpgEstou sentada nos degraus, vão da porta prò portão.
Aqui fiquei, descansando. Já dei a comida ao cão.

Coloquei-o no meu colo e na mão o comedouro;
enquanto o acariciava e afastava um besouro.

No meu colo só as patas, meio corpo e o focinho.
Tem 15 quilos e meio. Está enorme, o danadinho.

Aqui ficou, regalado, digerindo o que comeu,
tal e qual como um bebé; três meses... adormeceu!
--------------------------------
10/07/2001
Laura B. Martins
Soc.Portug.Autores nº 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 11:22

link do post | E custa, comentar aqui?

Segunda-feira, 15 de Março de 2004

Poema-GOBA, rafeiro/serra

GOBA, Rafeiro da Serra d'Arrábida
Goba_rafeiroArrabida.jpg
Mais um desafio na vida... que coisas fáceis não há.
Vou fazer papel de Madre Teresa de Calcutá.

Eis a missão que me impus: - Educar o meu cachorro!
Mesmo difícil, na vida, atrás do que gosto, eu corro.

É cachorro belicoso, d’Arrábida, minha serra.
Mãe e pai, são diferentes; comigo faz uma guerra.

Ele rosna e morde tudo, morde em nós e rasga roupa.
Faço sopa de legumes e à noite, dou-lhe sopa.

De manhã, há dois clientes para o meu pequeno almoço;
pois gosta de cereais e cerejas sem caroço.

As orelhas são espetadas com meia dobra no meio.
As patas às «dez pràs duas», cauda fina de permeio.

Já o marido quis dá-lo. O filho, nada dizia.
E a filha acha que ele poderá virar-se, um dia.

Ah! Cachorro rafeirão! Tu não mandas mais do que eu.
De casa ninguém te leva, ficas pra sempre só meu.

Começaram hoje os treinos para a sua educação.
Goba! Uma jura eu te faço. Vou fazer de ti um cão!
------------------------------
15/06/2001
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:25

link do post | E custa, comentar aqui?

Quarta-feira, 10 de Março de 2004

Poema-Goba, Esperança!

Goba_entradacasa.jpgFechamos compartimento e guardamos as lembranças.
Lágrimas e sofrimento darão lugar às mudanças.

Abrimos o coração, tentamos um novo amor.
Já temos um outro cão. Louvado seja o Senhor!

Vai ser difícil a vida para um cão substituto.
Inda bem que é diferente e até um pouco bruto.

Comparações entre os dois, tento não estabelecer.
O Goba vai ser maior, pois não faz senão crescer.

Inda ontem fez dois meses; coloquei-o na balança.
Se os meus olhos não me enganam... 10 Kgs e grande pança.

Pra ajudar nas diferenças, malha branca na queixada.
Pequena, mal se percebe; mais parece uma dedada.

Mais ou menos espaçados, pelinhos brancos no peito.
Nem é malha nem é risca, estão semeados a eito.

Aqueles pelitos brancos, traem a coloração
negra, do resto do corpo. É mais... uma distinção!

Sapatos também não usa, naquele patão chapado.
Talvez se chame chinelo... de branco, semi-calçado.

Olhos negros, de azeitona, num focinho descarado;
e o branco, à volta dos olhos, tem um tom meio azulado.

Orelhitas bem espaçadas, com uma dobra pra frente.
Ele tem um ar patusco, parece inquirir a gente.

Quanto ao resto, todo negro, já promete ter bom pelo.
Vou escová-lo, nem que seja, co´a escova do meu cabelo.

Deus lhe dê vida bem longa; connosco compartilhada.
Sendo muitos, serão poucos anos e idade avançada.
-----------------------------
4/06/2001
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:47

link do post | E custa, comentar aqui?

Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2004

Poema-Amigos abandonados

Kimba_Floquinho.jpgEu gosto de olhar pra ele, mas não gosto de pensar
que o meu cão já tem nove anos e poucos mais vai durar.
Amigos assim, não há como os de raça canina;
e parecença nenhuma com os de raça felina.

E então, se formos tentar, fazer a comparação
entre o cão e a raça humana ... existe grande extensão!
Comparados com pessoas, amigos de quatro patas,
eles têm muitas vezes atitudes mais sensatas.

Com seu olhar, bem directo, metem-nos no coração;
dão-nos amor, amizade, levantam 'egos' do chão.
Só por tê-lo como amigo, já me sinto acarinhada;
se não tivesse ninguém, eu já estava acompanhada.

Queria tê-lo pra mim, o resto da minha vida.
Não quero pensar que morre e eu vou sentir-me perdida.
Mas, quando isso acontecer, vou correr pra um canil;
e muito penalizada, escolher "só um" entre mil.

São tantos... abandonados... Oh! Raça mais infeliz!
Esta a que eu também pertenço mas comigo não condiz!
P'lo menos "um", vem comigo. Faço com ele um contracto:
É como ele abandonado... Vai portar-se bem com o gato.

Deixo os gastos pra outras coisas. Dinheiro, com animais,
só pra alimentos... vacinas... não precisam muito mais.
Quem gasta muito dinheiro, comprando os de boas raças,
nunca pensou ajudar nos canis, tantas desgraças.

Mas, os amigos de raça, também tem, lá nos canis;
muita gente vai de férias e pratica actos vis.
Deixa os amigos pra trás, em estradas, abandonados...
por não quererem pagar quem lhes forneça cuidados.

Outros, compram-nos pequenos... eles eram tão bonitos...
mas cresceram, comem muito... e os donos ficam aflitos!
E largam-nos, por aí... entregues à sua sorte,
esfomeados, doentes... esperando que os leve a morte!

Se eu pudesse castigar, tais donos, sem coração,
dava-lhes um tal castigo que servia de lição!
Havia de transformá-los em gato, pássaro ou cão;
pra ficarem a saber, que não se faz isso. NÃO!
----------------------------
9/2000
Laura B. Martins
Soc.Port.Autores nº20958

**** T A G S *****
-são temas do blog-
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 01:03

link do post | E custa, comentar aqui? | ver comentários (1)

*mais sobre mim

*espreitar no blog

 

*subscrever feeds

*favorito

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*links

*Google-A minha página

Encontre-nos no Google+